Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A emissão segue dentro de momentos...

por Catarina, em 31.12.16

Querido 2016 foste um ano fofinho para mim, por isso vou só ali festejar à grande tudo o que me deste e amanhã fazemos o balanço... quando conseguir ok?!

2017..festa connosco, vamos dançar à tua chegada! yeahhh!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Constatações #2

por Catarina, em 31.12.16

Quase nunca aproveito os saldos para comprar cintos...e depois quando preciso de um encontro sempre as mesmas caixas com as mesmas coisas de há anos! Porque será meu Deus que NUNCA me lembro de comprar cintos nos saldos?! Nota mental: os cintos estão negligenciados no meu roupeiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Say again?

por Catarina, em 30.12.16

Pesquisa: "blazer"

Resultado da pesquisa: "casaco com pompons"

 

What?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dilemas

por Catarina, em 30.12.16

Estive estes dias de Natal em casa da minha mãe, onde, não há muito tempo eu dormia como um anjo. Sempre tive o sono pesado e nunca foi fácil acordar com barulhinhos de caca. Mas estes dias lá dormi estupidamente...mal! Ora tinha frio, ora a roupa da cama caía, ora perdia o lenços e aparecia agarrada apenas ao cobertor (que é divino e eu amo de paixão e só tenho pena que seja para cama de solteiro!), ora acordava com barulhinhos de caca. Ora isto é uma frustração pegada!

 

 

Ontem voltei ao ovo, e a dormir acompanhada, e...como dizer... também não foi perfeito! Que raios, não gostamos de dormir cara com cara, para não respirarmos um em cima do outro, e as opções são "fazer conchinha", fine by me que fico com as costas quentes, ou dormir costas com costas. O problema é que durante a noite vai-se criando um buraco entre as costas, que lá para a madrugada já é um túnel de vento completo e me gela os costados! Ou seja, acordei com frio do pescoço até aos tornozelos!!! Acabo por ficar de barriga para cima, e ali então os barulhos da rua chegam muito mais perto por isso a partir desse momento parece que fico em modo alerta. Já não regresso ao sono reparador que estava a ter.. fico a li a ouvir o puto da vizinha berrar, a ouvir os carros na rua, os autocarros, o camião do lixo, o camião do pingo doce que descarrega para o armazém do outro lado da praça... enfim, um sítio calmo portanto. Para piorar ainda mais a situação eu sou uma pessoa friorenta! Gosto de lençóis de flanela, não tanto de polares porque a alergia não se dá muito bem com eles, de cobertores quentinhos, edredon, mantas, roupão por cima se tiver frio, borracha de água quente nos pés se me der paciência para tal, e claro o pijama, devidamente entalado nas meias etc. O rapaz já de si é um gajo mais acalorado, capaz de dormir em boxers ou de t-shirt e quando veste o pijama eu acho que devo ir buscar o termómetro porque alguma coisa não está bem. A juntar a isto, o quarto é uma divisão fresquinha, com uma janela/porta para a varanda que apesar de ter vidro duplo deixa o espaço frio como a m*r$#!!

Aceitam-se sugestões para este drama que estou certa, deve afectar muita gente,...não?! Túnel de vento aí, alguém?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Constatações...

por Catarina, em 29.12.16

...de uma ida a casa, ao ovo, à hora de almoço:

1. Estou cada vez mais supersónica na tarefa de mudar os lençóis e a capa de edredon;

2. A mudança da capa de edredon é uma tarefa hercúlea, equiparável a uma aula de cardio intensa que envolve subir para cima da cama e sacudir aquele mono até ficar direito; (por isso esta semana já fiz exercício!)

3. Tenho roupa de casa suficiente para 3 máquinas de roupa, e só vou ter tempo para tratar disso em 2017 o que significa que vou começar o ano como uma fada do lar;

4. Ao mesmo tempo dou por mim a ter vontade de passar o resto da tarde no ovo a arranjá-lo e a brincar às fadas do lar primorosas... (tomo já um brufen ou isto passa?)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ontem fui aos saldos...e foi assim assim

por Catarina, em 29.12.16

Calma, não é inédito, e nem tudo está perdido...por enquanto! Até agora ainda não senti aquela excitação da época, aquela vontade de ir agarrar as coisas que andei a namorar nos últimos meses. Na verdade estou mais ao contrário, com pouca vontade de me ir lá enfiar, e a querer guardar o dinheiro todo para outras ocasiões (o que ainda não sei se vai ser possível, mas já está a ser preocupante!).

 

Ontem ao final do dia, sem almoçar e com a cabeça a estalar lá me arrastei mais a minha mãe até ao centro comercial para comer alguma coisa, fazer umas trocas e ver os saldos. Por ser dia de semana achei que seria pacífico mas não. Estavam lá resmas de pessoas, o parque já bem recheado, e uma confusão dos ananases.

 

Para além de um pullover bege da benetton em lã de merino que veio por 20€ (10€ a menos que o seu irmão azul escuro que me foi oferecido no natal) não consegui comprar nem um par de meias! A zara estava impossível! Ele é as famílias que vêm atrás da mãe com o marido a resmungar e o filho a jogar no tablet enquanto tira macacos do nariz, ou os grupos enormes que se concentram à porta em que os namorados vêm de fora e dão palpites para dentro da loja enquanto as namoradas põe a roupa à frente do corpo; Também o belo cenário em que a mulher tenta convencer o marido que o seu desejo de comprar aquela mochila é porque é "muito útil e dá imenso jeito", como se: a) isso fosse um argumento que o fosse convencer de alguma coisa, b) as mulheres precisassem de que uma coisa seja "útil" para a comprar!!!

A seguir tentei a Oysho para fazer um refill à gaveta dos pijamas: N-A-D-A! Havia muita escolha, poucas calças S do modelo que queria e um barulho imenso que me deixou a cabeça a andar a roda e saí de lá sem nada, apesar de querer mesmo MUITO um pijaminha daqueles fofinhos! E qual o problema do modelo das calças perguntam? Eis aqui assunto com pano para mangas, com razões para lançar uma petição nacional contra as calças de pijama largueironas! É que eu sou pessoa que se mexe muito de noite e gosta de dormir quentinha com a blusa entalada nas calças e estas nas meias! Assim mesmo tipo chouriço onde não entra ar! E o problema disto é que a grande maioria das calças são direitas e largas em baixo e fazem-me acordar com frio nas canelas, uma perna das calças no joelho e outra na virilha como se tivesse ido à pesca. É horrível, detesto, é desagradável e dá-me más noites!!! 

 

No sábado que vai ser um dia já de si infernal volto ao centro, e prevejo vir de lá com as mãos a abanar...mas nunca fiando! O lado positivo é que o porquinho da viagem está rechonchudo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que me deixam um nó na garganta

por Catarina, em 28.12.16

Foi exactamente assim que fiquei. Com um nó. E qualquer pessoa fica, basta para isso ter um mínimo de sensibilidade, e é assim que fica quando vir este vídeo.

 

 

 

Em 2015 o jornalista o NY Times Nichilas Kristof fez uma reportagem sobre a mortalidade infantil e a falta de médicos em Angola, um país cheio de petróleo e recursos naturais, onde os ricos são bilionários, e os pobres são completamente miseráveis. Um país onde a corrupção está em todas as esquinas, e sentada no poder, onde os medicamentos oferecidos por entidades internacionais como antimaláricos são vendidos em bancas no meio da rua, sem condições. Um país que tem a maior taxa de mortalidade infantil, e onde o governo ainda fez cortes na saúde.

Sem palavras, vejam o vídeo. Não há como não pensar duas vezes.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A voltar à vida em 3,2,1...

por Catarina, em 27.12.16

Mentira, em 10, 9, 8...

 

O Natal foi um ápice mas regressar deste fim de semana directamente para o trabalho está a ser mortal... 

Estou a levar meia hora entre o despertador tocar e eu conseguir finalmente levantar-me... mesmo sabendo que se me atrasar apanho trânsito, e depois não arranjo lugar para arrumar o carro, e tudo é um drama quando me atraso! Mas a preguiça já vai nos 2 a 0 e estou a trabalhar a meio gás.

A casa está atascada em bombons e bolachinhas e chocolates e a minha vontade (depois de tentar comer tudo de uma vez) é trancar aquilo tudo num buraco sem fundo. Preciso de desintoxicar tudo o que andei a alambazar nos últimos tempos e acabar com os jantares panqueca e coisas que tal.

Também preciso de voltar a fazer exercício para não me sentir uma pequena lontra...mas e onde está a força de vontade? Onde compro o antídoto para a preguiça monumental que se me colou?!

Vou esperar pelo dia 1 para definir as minhas resoluções e ver se começo Janeiro com mais energia! (Caramba, ninguém diria que ando a tomar vitaminas e magnésio...pareço uma tartaruga...)

Começa a ser preocupante quando nem sequer tenho muita vontade de ir aos saldos, nem sequer aos online!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bye Xmas

por Catarina, em 26.12.16

Este Natal foi ultra rápido e eu já vim dar com os costados ao escritório!

Isto de o Natal ser um fim de semana é uma sacanice do pior.... uma pessoa grama aqui com o 23 todo, isto claro porque ficou sem dias de férias para usar..., mas continuando, depois o 24 é um sábado em que a pessoa anda a mil à hora para conseguir ter tudo preparado e o 25 um domingo entre o enfartado, o sonolento e a ânsia da segunda feira! bhaaaa

Este ano dei por mim ainda a 24 a ir comprar uma última prenda, que tinha adiado pensando que ainda conseguia despachar a tempo e depois percebi que não...e foi mesmo parar a 24 entre uma ida matinal ao talho e uma tarde de cozinha. Por acaso acho que feitas as contas não foi assim tão mau...é que estava a espera de lá chegar e estar tudo um pandemónio, desde o estacionamento às lojas, mas não! Estava tudo calmíssimo!!! Nem queria acreditar... Consegui despachar-me super rápido, mesmo com alguma demora na escolha, e num instante estava tudo tratado! Maravilha, afinal vou equacionar passar a deixar as prendas para comprar a 24!

Agora resta passar mais uma semaninha até ao "fim-de-semana" do fim de ano...mais um que vai ser tão bom, não foi?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A contar os minutos...

por Catarina, em 23.12.16

Para as seis da tarde!! Menos vontade de enfrentar a azáfama de trânsito e pessoas que tentam ir para as "terras"! Eu só quero mesmo atravessar a cidade e chegar a casa!

 

Amanhã é aquele dia bom, com cheirinho a fofos de abóbora, canela, e coisas boas; Com direito a horas de cozinha a preparar o que mais gostamos, a por a mesa e a enfeitar, ainda mais (!!) o estaminé!

 

No ovo o Natal foi ontem à noite com direito a fondue de chocolate e troca de prendas! Tenho a dizer que o rapaz ouviu bem os avisos e safou-se com nota máxima! Agora vai cada um para a casa da "mamã" fazer o Natal com as respectivas famílias.... (Ufa que pelo menos a mim o ir para casa resume-se a atravessar a cidade e não aos 400km que ele vai ter de percorrer!).

 

Um feliz Natal a todos os que vão passando por aqui! 

 

Imagem via Pinterest - o meu fondue é mais bonito...é um tachinho vermelho mini mini tão fofo! (ao qual não tirei foto... -_-'')

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D





subscrever feeds