Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



This is us - the come back

por Catarina, em 29.09.17

Fico quase sempre meia muda no fim de cada episódio que vejo pela primeira vez. Desta não foi diferente;

Mas desta vez apesar da antecipação, do entusiasmo e das expectativas não senti a mesma empolgação que outras vezes durante o episódio; talvez já esteja a ficar mais "atenta"; a certa altura achei que estava a ver demasiados flashbacks repetidos, até ao choque do fim.

Fiquei sem perceber muito mas a achar outro tanto. E tenho a certeza que há muito mais por explicar. 

 

Mas é como ver os filmes do Poirot... nos primeiros ficamos sempre surpreendidos com as reviravoltas na história até chegar ao autor do crime;... ao fim de alguns episódios seguidos já vamos começando a pensar como o Poirot e vamos tirando cava vez mais ilacções, e fazendo ligações e colocando mais hipóteses. A experiência acaba por se alterar... passamos a ficar "à espera" de algo, e assim é mais fácil conseguir acompanhar, em vez de estar um passo atrás.

 

Com o This is us comecei a sentir isto no fim de alguns dos últimos episódios da primeira temporada; com o passar do tempo começo a a ficar habituada, e de certa forma "formatada" para ficar à espera disto ou daquilo... a "surpresa" acaba por ser diluída, e lá está, a experiência muda. Não é pior, nem é melhor, é só diferente!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cérebro procura-se

por Catarina, em 27.09.17

As aulas começam na próxima segunda;

Ontem finalmente tive acesso ao horário;

O curso é entre 2 faculdades, Belas Artes e ISCTE;

As UCs vão acontecer uma de cada vez, o que torna a logística mais simples para quem vai em pós-laboral...aparentemente;

Basicamente quase não há duas semanas seguidas com o horário igual;

São duas faculdades, dois locais distintos da cidade, três edifícios, três cadeiras, cinco salas, umas segundas feiras, outras terças, e alguns sábados.

Não vai ser nada confuso, não;

Ontem tentei organizar o horário; Passar para a agenda; Só consegui ainda pôr na agenda do email... em papel foi uma desgraça; Enganei-me tantas vezes que me vi obrigada a ir comprar um corrector;

Fui à Tiger, perdi-me a ver muitas coisa; Lá encontrei o que me parecia um corrector; Só que hoje quando ia corrigir a agenda percebi que o corrector não é aquele rolo branco, mas em vez disso era transparente...e tinha bigodes a preto.... 

Senti o cérebro ficar em papa... eu sou tão mas tão organizada e senti-me perdida com tanta informação e completamente aldrabada por um corrector com bigodes. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rescaldo do fim de semana

por Catarina, em 26.09.17

Eu sei que hoje já é terça, mas tempo não tem abundado por estas paragens, pelo menos durante a semana; Ao fim de semana tento desligar-me do computador para bem deste par de olhos e desta coluna, de forma que actualizo muito pouco (ou nada) nessa altura!

 

Apesar dos mil e um planos este fim de semana consegui fazer algumas coisas do que tinha em mente...há semanas! Fomos a Carnide à Feira da Luz, como fazíamos desde que eu era pequena; era o nosso ritual de Setembro, sem falha... Espero um ano inteiro para poder ir lá babar em cima das loiças; Não sei que pancada tenho eu com aquelas loiças de cerâmica toscas, cheias de imperfeições, mas adoro; Adoro tudo! Tive de me controlar, não tenho espaço para quase nada em casa (!), e trouxe só um jarro de água, uma saladeira e duas tigelas...mas babei por cima de vinte canecas, cinquenta pratos e dez travessas. Também passei nos tapetes! Aqueles tradicionais feitos de desperdícios de tecido; Gosto de os ter na cozinha, e trouxe um bem colorido em tons de vermelho e azul claro. Não fui às vergas....nem sei se as vi; E também não fui às plantas...mas fartei-me de acartar loiça pela rua acima porque a minha mãe parecia uma criança a escolher barbies...mentira, eram só pratos!

 

Domingo fomos à Costa; Desde Agosto que ninguém punha um pé na praia...e morríamos por dentro a cada dia de Sol! O little problem é que tinha a cadela comigo, e o M. não estava cá; Fomos na mesma! A Triny não gosta de andar de carro, mas acho que já começou a habituar-se mais; Não ganiu, nem quis ver as vistas por trás da minha janela, limitou-se a deitar e embalar até à praia. Não sabia muito bem se ela podia ir à praia, se a época balnear já tinha acabado, achava que não, mas pensei que se fosse para longe das zonas concesionadas não fazia mal; Na dúvida levei-lhe água, uma tijela, e um saco com um bocadinho de ração e uns biscoitos, para além da trela com os devidos sacos do lixo. Como sou um bocado paranóica e stressada levei também os "documentos" e o boletim das vacinas com medo que alguém me chatiasse.

Quando chegámos deixei a minha mãe a beber café e fui andando com ela, a ver se passava despercebida; Assim que ela topou o caixote do lixo toca logo de fazer xixi, ao mesmo tempo que chegava ao areal e bati logo com dois nadadores salvadores sentados no caminho por onde eu tinha de passar... Pensei logo "só me faltava ela começar já aqui a deixar xixis pelo caminho..." mas afinal foi só mesmo junto àquele caixote. Ainda pensei dar uma volta macabra para me esconder, mas decidi arriscar e passei com ela e a tralha toda à frente deles... nem um pio. Fui para uma zona mais afastada sem ninguém num raio de 10 metros! Instalei-a numa toalha, mas ela preferiu quase sempre vir para cima das nossas! Deixei-a presa mas com a trela toda esticada para poder circular... tive medo que lhe desse algum repente e se me escapulisse por algum motivo....

Correu lindamente; Depressa descobri que havia mais cães na praia do que eu pensava, e andavam quase todos soltos, e ninguém disse nada a ninguém - paranóica como sempre pensei! Para uma cadela que tem medo de água consegui que molhasse as patas nas pocinhas, o que foi um feito digno de registo! Depois escavou buracos, foi almoçar à esplanada (onde perguntei se a podia levar), dormiu ao sol nas nossas toalhas, dormiu à sombra, comeu e bebeu, correu, brincou...enfim. Veio no carro quase a dormir e em casa dormiu o resto do dia praticamente....descobri como cansar a cadela não haja dúvidas!

Apesar de velhinha, tem um arzinho de miúda que me derrete...

20170924_120131.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Monday, you bastard!

por Catarina, em 25.09.17

Sabemos que a vida se está a complicar quando paramos à hora de almoço e improvisamos num papel amarrotado a planificação das próximas duas semanas... Há de tudo.. Aniversário de 1 ano, aniversário de 80, casório, início de aulas, consultas, viagens, feriados...

Lembram-se de quando a vida era simples e fácil? Eu também; Já era.

Imagem daqui 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coming back!

por Catarina, em 21.09.17

Faltam 8 dias para a série que me arrancou mais gargalhadas e lágrimas voltar! É a melhor série que vi em muitos anos; Não precisa de muito...não precisa de fogo de artifício nem espalhafato, as personagens, as pessoas estão lá, e têm tamanha profundidade que não é preciso mais nada. 

No fim de semana passado percebi que a Fox Life esteve a dar alguns episódios de seguida e consegui, sem esforço nenhum da minha parte, que o M. os visse comigo! Em menos de um fósforo estava ele a perguntar-me coisas e a querer perceber mais, e o entusiasmo que era meu, consegui partilhá-lo. Só mesmo This is us 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Your mailbox is full

por Catarina, em 21.09.17

Podia ser um "out-of-office" mas como na realidade tenho trabalhado em modo avalanche é mais um "out of life for a while".

tumblr_mu41f8xVQc1rfwgkuo1_1280.jpg-2.png

 

Ilustração de Grace Easton aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

The secret life of pets

por Catarina, em 19.09.17

Há uns dias atrás lembrei-me deste filme! Ter um animal em casa implica muita coisa, e implica também ter de fechar a porta e deixá-lo lá dentro por longas horas, de sofrimento, para ambos; No nosso caso, sabendo que temos em casa uma cadela habituada a viver livremente, entrando e saindo de casa para o quintal a qualquer hora, imaginamos o que lhe custa ficar num apartamento sozinha tanto tempo.

Tentamos compensar, e somos altamente recompensados quando entramos em casa e ela apesar de pequena nos saltar quase até ao pescoço; Quando saímos damos-lhe um biscoito para os dentes que é maior e ela leva muito mais tempo a roer deixando-a entretida por alguns minutos. Depois disso calculamos que durma na sua cesta toda a tarde, levantando as orelhas a cada barulho da porta da rua, nas escadas ou até a cada autocarro que passe, esperando pela hora em que um de nós vai meter a chave à porta para dar uma das suas exibições de salto em altura, em comprimento e escorreganço pelo corredor fora até levantar os tapetes e a tigela da água. Sabemos que esta mudança não deve estar a ser fácil, nem para ela nem para nós, mas também sabemos que está feliz e sossegada...o incessante abanar de cauda diz-nos isso!

 

Ontem fomos à fnac e trouxemos de lá este filme: The secret life of Pets! É um filme "tradicionalmente" para miúdos, mas isso não nos diz muito já que gostamos de animação; Ver o filme agora, com um cão em casa dá-nos cinco mil ideias sobre o que fará ela quando fechamos a porta, e sobre o que ela quererá dizer com cada latido! É uma completa ficção mas não deixa de ser divertido!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Agora é que é

por Catarina, em 18.09.17

O choque do "regresso à rotina" foi hoje;

Depois de vir de férias vinha com alguma calma, consegui cumprir um horário de levantar bem cedo, chegar cedo e não ter problemas com nada. Também ajudava ainda ser Agosto, e depois em Setembro as aulas ainda não tinham começado o que deixa tudo mais fluído.

Agora não; as aulas arrancaram a semana passada a todo o vapor, o trânsito está pior, e eu já estou mais estafada e custa-me cumprir a rotina de levantar as 7:30; Cada vez mais começo a adiar o despertador, começo a arrastar-me e a fazer tudo muito devagar. Também começo a ter mais frio e isso faz com que tudo me custe mais!

 

O fim de semana também não ajudou; em vez de descansar andei a fazer de enfermeira de castigo. Começámos bem na sexta feira com o M. a ir às urgências depois de um acidente de trabalho; Resultado? Repouso e todos os meus planos de fim-de-semana, com e sem ele, gorados. Para ajudar na sexta feira à tarde a minha mãe tinha caído na rua numa zona em obras; Esfolou-se toda, torceu um pé e ficou K.O. para o fim de semana. Foi um petisco. Tive de me dividir em dois, sendo que uma das metades já incluía ter de tratar da cadela.... que é um amor, mas que não simplificou nada a vida estes dias até porque odeia andar de carro e tivémos de andar bastantes de carro de um lado para o outro.

 

Portanto estou a começar a raio da semana de rastos; Hoje levei logo com duas doses de trânsito e mais uma pequena odisseia para estacionar o carro.

Estacionei perto de uma curva, e encostado ao passeio do lado do condutor; O passeio tinha ferros portanto tive de sair pelo lado do pendura;

Saí, puxei as tralhas do banco de trás, percebi que tinha muito espaço a frente e atrás estava muito perto da curva;

Abri o porta bagagens para colocar a tralha; Descobri que tinha uma monumental cagadela de pombo (#$%&"!!#)...

Entrei no carro novamente pelo lado do pendura, liguei o carro e cheguei à frente. 

Pelo menos agora conseguia sair pela porta certa porque tinha desencontrado do ferro;

Fui ao porta bagagens, toca de procurar a água; Um raio de um carro que tem sempre litros de água não tinha nem duas pingas para limpar a cagadela.

 

Pensamento rápido: "Querido destino, podemos deixar-nos de merdas? Ainda são 9:15, ainda mal acordei, tive um fim de semana de cão, (e com cão), portanto, relaxa e deixa-se em paz, sim?"

 

Pensamento ainda mais rápido: "Mas já são 9:15????!!!!"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dog days

por Catarina, em 15.09.17

Ter um cão em casa altera toda a nossa rotina.

No meu caso, e como tenho horários bem desencontrados do M., passo bastante tempo sozinha, pelo menos as 18h às 23h, e isso fez com que tivesse total liberdade para organizar esse tempo. Até à semana passada tanto podia sair e enfiar-me em casa a cozinhar, como podia ir às compras, como podia ir ao centro comercial que quisesse, como podia ir para a mothership jantar, tudo sem logística, resolvido na hora.

Agora existem quatro patas que me recebem em ânsias mal a chave entra na porta! Toda ela salta, abana, tenta lamber-me as mãos, corre para todo o lado, deita-se, levanta-se, sei lá...só sei que os primeiros minutos em que entro em casa são a loucura total! E eu que antes dela fazia tudo nas calmas agora largo a mala, troco os sapatos (e a roupa às vezes), agarro os ténis e a trela e toca de sair porta fora... pronto também ganhei uma desculpa para ser mais desarrumada...

Nos primeiros dias tentámos passear ali no bairro mas não gostamos muito, nem ela nem eu; Nos últimos dois dias vamos de carro até ao parque Tejo que fica perto e bom caminho e onde temos muito espaço, ar livre, uma vista linda e onde não se houve tanto ruído como no meio da cidade; 

Acabo por ter de concordar que há muitas vantagens em ter um cão em casa; assim de repente estou a fazer aquele esforço para sair sempre a horas, entro em casa e não me estatelo no sofá, faço exercício diário, nem que seja uma caminhada de vinte minutos pelo bairro e quando tenho paciência e mais tempo ainda apanho fins de tarde como este ...

20170913_185612.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entre Parêntesis

por Catarina, em 15.09.17

Agora que "embalei" na follow friday escolhi partilhar o blogue, Entre Parêntesis;

Foi um dos primeiros blogues que comecei a seguir de forma mais assídua, e foi um dos que me fez arriscar e criar o Idem Aspas. Foi ao ler os desabafos da Carolina, com quem me identifiquei em muita coisa, que percebi que este espaço tinha potencial para exorcizar os medos, para aliviar a pressão e para ajudar a desconstruir problemas. 

Gosto de todos os seus registos de escrita mas tenho uma predilecção pelos relatos de viagem, que me fazem também viajar um bocadinho "à boleia".

Sigam a Carolina!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D





subscrever feeds