Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Anjinhos de Natal

por Catarina, em 21.10.16

Há uns anos atrás descobri a iniciativa "Anjinhos de Natal" do Exército de Salvação no blog d' A Pipoca Mais Doce. Achei muito engraçado, especialmente por alimentar o sonho dos presentes de Natal a crianças cujos pais não os podem comprar. Tenho as melhores lembranças dos meus natais em família, cheios de comida, brincadeiras, prendas, e mais prendas! Verdadeiras avalanches de papel de embrulho e laçarotes espampanantes que eu e a minha prima devorávamos. Por um segundo pensei que há crianças que não têm o mesmo, e resolvi que queria fazer parte disto.

 

O processo é bastante simples: preenchemos um formulário aqui e depois recebemos a informação por email do nosso anjinho como o tamanho de roupa, o brinquedo desejado etc. A ideia é comprar o brinquedo que foi pedido pela criança aos pais, de forma a que estes possam responder ao pedido com a nossa ajuda. Devemos ainda juntar uma peça de roupa, normalmente um fato de treino.

Quando descobri isto era uma estudante estagiária que mal ganhava para mim, mas o ano passado pude finalmente participar e adorei a experiência. Não escolhi sem o sexo nem a idade e calhou-me um menino de 8 anos a quem comprei o playset de bombeiros da playmobil, com os bombeiros, as mangueiras, as bocas de incêndio, tudo! Confesso que foi uma aventura, não só eu não percebia muito de crianças, como de brinquedos de rapazes pior ainda! O pedido dizia apenas "Playmobil" o que por um lado foi um alívio, porque gosto da playmobil e porque não era nada daquelas engenhocas electrónicas que detesto! Mas depois a oferta era tanta que desesperei!!! Set da Polícia? Índios e Cowboys? Piratas? Animais da Quinta? Não sabia mais nada sobre a criança, e se não gostava da polícia? E se tinha um trauma com animais, se odiava piratas e tinha medo de índios? Fiquei em stress! Não queria defraudar as expectativas daquela criança, nem por os pais em maus lençóis!!! Optei pelos bombeiros porque no final de contas achei que não há como não gostar dos bombeiros! Espero ter tido sorte na escolha! 

Quanto à roupa confesso que fugi ao fato de treino completo e optei por um casaco do género mas reforçado com pelo por dentro muito quentinho. Conheço mais ou menos a realidade de crianças com dificuldades económicas e já vi muitas vezes como não têm roupa quente ou impermeável para o inverno e chegam à escola ensopados ou roxos de frio.

 

Este ano, estava alerta para me inscrever de novo em mais uma fornada de anjinhos! Desta vez "pedi" uma menina, acho que tenho mais facilidade em acertar tanto na roupa como nos brinquedos!!! Aguardo ansiosamente para saber o que me espera!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D