Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Cut the crap #3

por Catarina, em 28.06.17

No fim de semana comprei o meu primeiro livro de alimentação saudável e que tem receitas! Até agora uso sempre a net e o livro de receitas da minha mãe, mas esta mudança precisava de mais qualquer coisa. Acho que encontrei uma pequena bíblia: está organizado por grupos de alimentos (frutas, legumes, leguminosas, carne, peixe, lacticínios etc) e dentro de cada grupo aborda um alimento de cada vez; Por exemplo o abacate: começa por falar sobre o fruto, porque é bom, o que faz, o que ajuda, que nutrientes tem, etc, e depois apresenta uma receita com ele; Apaixonei-me logo pelo design, por algumas receitas e pela facilidade com que se usa. Ainda vou falar mais dele, e nessa altura aproveito para dizer o nome que me escapou agora....!

 

Isto para dizer que ando cheia de energia a experimentar receitas novas, alternativas ao habitual.

Ontem fiz duas inovações, nenhuma do livro, mas uma com inspiração de lá:

Cogumelos recheados com ricotta e espinafres que acompanhei com uma salada de abóbora com pêssegos!

 

Vamos por partes...

Eu sou maluca por queijos, e não vou acabar com eles na minha vida ou ficaria muito infeliz! 

Na verdade, a ricotta é um queijo fingido, feito a partir do soro do leite, e portanto considerada apenas um producto lácteo pelos entendidos. É um alimento nutritivo com baixo teor de gordura e rico em proteínas e que permite que se reaproveite o soro do leite reduzindo o desperdício.

Os espinafres são os meus melhores amigos de momento, ricos em tudo de bom, vitamínas, minerais, proteínas, enfim é só procurar, e a parte que mais me interessa, em ferro! Tenho feito trinta por uma linha com eles;

Os cogumelos são a minha eterna paixão; Usei os portobello pequeninos, mas também consumo dos grandes ou os paris que são os brancos; São um fungo e não um legume como por vezes catalogamos e é rico em minerais como o potássio, cálcio, selénio e fósforo. A abóbora é sobretudo rica em vitaminas.

O melhor disto tudo é que se faz enquanto o diabo esfrega um olho!

Salteei os espinafres em azeite e com dois dentes de alho (que só serviram para isso!); Depois de arrefecer misturei com a ricotta e juntei coentros picados para dar mais sabor. Lavei e limpei os cogumelos, retirei o pé, e na "cova" coloquei a pasta que fiz. Polvilhei com um pouco de pão ralado e levei ao forno...uns 30 minutos no máximo e estava pronto, e super saboroso!

 

A salada foi feita com a abóbora que sobrou da sopa, e uns pêssegos amarelos muito maus que trouxe da praça! Nem sempre o bom aspecto é sinónimo de sabor, nem o cheiro, por isso me enganaram tão bem. Cortei tudo aos cubinhos e salteei numa frigideira com óleo de coco porque queria mesmo um sabor adocicado. Os pêssegos ficaram bem melhores, ganharam sabor que não tinham, e a abóbora também estava boa, embora acho que a prefiro grelhada. É um sabor que é preciso estranhar antes de entranhar, nem sempre é agradável comida assim;

Acabei por fazer uma refeição sem usar uma única pedra de sal o que foi uma conquista!

 

Com estas ementas acho que um dia destes o M. me troca por uma roulote de bifanas!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D