Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Guia para designers felizes

por Catarina, em 18.01.18

Um destes dias fazia scroll no facebook quando encontro uma imagem que abordava o tema da burla no BPN; Uma análise rápida com os meus olhos de falcão para estas coisas e detectei: que era uma notícia "criada" por alguém, que não era uma ligação de uma fonte jornalística conhecida mas tinha sido partilhado por alguém, e que estava escrito em comic sans. Em 2 segundos o meu scroll tinha seguido viagem.

 

Para quem não sabe ou não se recorda, o comic sans é um tipo de letra que nasceu algures nos anos noventa e tinha muita saída para os trabalhos da escola ficarem mais "cool"; da mesma época também podemos recordar o  wordart que tal como o primeiro não deveria ter nascido, muito menos com recurso a degradés de 378 mil cores que o espectro visual consegue discernir num mesmo milímetro quadrado! 

 

Quem estuda coisas como cor e tipografia (cof cof, nós designers e outros), ganhamos anti-corpos para estas coisas, mas não evita que quando avistamos algum exemplo magnífico os nossos corpos não fiquem eriçados como um gato alérgico.

 

Quando se produzem conteúdos para a web, principalmente para redes sociais, conta-se com cerca de cinco segundos para captar a atenção do leitor, ou perdê-la para todo o sempre; Publicações como esta que descrevi não precisam sequer de dois segundos pois recorrem a grafismos que não dão credibilidade, um deles neste caso a fonte comic sans. Para além desse, senti-me agredida por outro elemento: o texto justificado! Outro flagelo das ferramentas de edição de texto é o botão para justificar, que em 99,9 por cento das vezes produz um texto cheio de buracos que em design apelidamos carinhosamente de "rios", e menos carinhosamente de "dentes-de-cavalo". 

 

Portanto, resumindo, não é o conteúdo que vos dá a vitória na corrida de cinco segundos pela atenção, é o aspecto credível ou o ar de embuste. Não sei quem produziu o conteúdo, nem o li, mas podia estar cheio de razão e factos que eu nunca conseguiria ler e acreditar na credibilidade da fonte. Quando quiserem partilhar informação com o mundo, e tiverem como propósito que alguém no mundo a leia, lembrem-se destas duas regras básicas: morte ao comic sans e morte ao texto justificado!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Imagem de perfil

De Joana Marques a 18.01.2018 às 12:39

Não consigo ler um texto que não esteja justificado....ponho-o logo de parte..
E comic sans é a letra que uso normalmente no blog porque é a minha preferida....looooooooooooooool
......
Imagem de perfil

De Catarina a 19.01.2018 às 10:38

LOOL Ok, para o tipo de escrita do blog até passa o comic sans....
O justificado faz sentido nalgumas publicações, em livros, em colunas desde que hifenizado, mas na maioria de documentos, word, ppt e por aí fora, o justificado é "forçado" e fica visualmente horrível!!
Imagem de perfil

De Isa a 18.01.2018 às 12:44

Tão isto!!! Já deixei de seguir blogs porque não consigo ler textos justificados.. e há quem insista nesta formatação, "ah e tal porque é assim nos livros" pois... A mim eriça-me os pelinhos todos :P é tão cansativo ler textos cheios de espançamentos irregulares..

E explicar isto a não designers?
Imagem de perfil

De Isa a 18.01.2018 às 12:52

*espaçamentos :P
Imagem de perfil

De Joana Marques a 18.01.2018 às 16:52

loooooooool
só consigo ler textos justificados...
....quando trabalhava cá em Portugal (para uma empresa portuguesa) só recebia relatórios que estivessem justificados....
...
Imagem de perfil

De Catarina a 19.01.2018 às 10:39

Explicar isto a não designers é um risco à nossa saúde porque devem ficar com vontade de nos atirar um sapato num instante! Temos que fazer um (grande) esforço para compreender que a cultura visual também se cultiva e nem todos têm a mesma noção! Resumindo, engolir sapos!
Imagem de perfil

De Joana Marques a 19.01.2018 às 14:31

como é que é possível não gostar dos textos justificados?? looooooooooool
Imagem de perfil

De Catarina a 22.01.2018 às 10:30

Muito fácil!!
Se os textos se parecerem com o exemplo da esquerda neste link:
https://opusdesign.us/blog-post/graphic-design-tip-removing-rivers-and-working-with-justified-text/

...o que acontece demasiadas vezes!

Se estiver como o da direita, hifenizado e bonitinho, não há problema! Não quero ser fundamentalista do justificado

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D