Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Guilty

por Catarina, em 11.05.17

O ano passado por esta altura era uma gaja fit cheia de bons hábitos, este ano sou uma lontra preguiçosa e descontente.

O ano passado fazia barra de chão uma vez por semana, hidroginástica uma vez por semana, tinha uma disciplina férrea e só faltava se estivesse mesmo doente e imprestável. Este ano desisti da barra de chão (que me estava a dar um corpinho com melhor ar) porque o horário não me dava jeito, e ficava ao pé da casa da minha mãe, para onde já não volto diariamente. Este ano continuei a hidroginástica por saber que me faz bem à coluna e à postura tendo em conta que tenho um trabalho de secretária e computador; Mas, ao contrário do ano passado este Inverno deixei-me levar por qualquer achaque, chuva e tempestade. Faltei à grande e à francesa e agora estou a ver a m#r%a de resultado que aqui está! Sim, porque o ano passado em qualquer tempo livre eu fazia o meu circuito de alongamentos e treino muscular, com tudo o que ia aprendendo, e treinava com prazer, até em plenas férias de Verão, nem que fossem 10 minutos. Este ano fui consumida por cansaço e preguiça e isto é um ciclo vicioso do pior porque praticar exercício revitaliza, renova a alma, e o contrário deixa-me deprimida, culpada e com vontade de comer porcaria, que comi.

Por isso cheguei a este impasse, na época do costume em que o Sol quer deixar espreitar a pele e eu me sinto uma morcela. Não engordei propriamente, mantenho o mesmo tamanho, que às vezes depende de loja para loja, mas entre um 34 e um 36 não é aí que mora a preocupação; O que me chateia até à medula é que olho ao espelho e o bocado de músculo que tinha ganho foi convertido em celulite, gordura e flacidez. Andei a disparatar com a alimentação no Inverno (batata frita, guilty) mas nunca deixei de comer maioritariamente saudável. Sou a maria das sopas, das frutas, das panquecas de aveia, das tapiocas, da rúcula…. enfim, como legumes facilmente, sou capaz de refeições completamente vegetarianas e de controlar o consumo de carne. Estou a reforçar isto tudo, a besuntar-me em cremes anti-celulite, a enfiar-me naqueles calções da Nívea que prometem um pequeno milagre com o refufo no sofá, e nada claro!

Porque eu sei que isto só melhora se vencer a inércia e me atirar ao exercício, mas aí reside o busílis da questão….dá-me uma preguiça que prefiro (e tenho mesmo de:) passar a ferro, fazer máquinas de roupa, limpar a casa-de-banho, cozinhar, limpar o pó… Claro que não tenho esperança de melhorar os glúteos por aspirar um corredor de três metros, mas faço-o vigorosamente para me castigar pela falta de vontade para o resto. Estou prestes a entregar-me aos chás drenantes e às cápsulas…. medidas desesperadas, guilty, again.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D