Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais uma facada em Lisboa

por Catarina, em 06.02.17

Quando pensamos que não pode piorar, já sabemos que pode. Pode sempre. Pode melhorar, é certo, mas é sempre mais difícil acreditar nisso com os antecedentes que temos.

Já uma vez escrevi aqui o que pensava sobre as mudanças que Lisboa tem sofrido às mãos do governo Costa & Companhia. É um sem fim de asneiras, um mar de aldrabices para inglês, francês, alemão e tudo o mais ver. Não me venham com slogans "ah vamos devolver Lisboa aos lisboetas" porque não tarda já não os há em Lisboa. É tudo do turista, para o turista e pelo turista, e dá-me nojo. Odeio ver tanta coisa destruída e a baixa a virar dormitório... de turista!

Hoje li mais esta notícia do Público e fiquei a saber que o prédio da Império, o dos azuleijos no Largo Rafael Bordalo Pinheiro vai ser destruído, para dar lugar a MAIS um hotel; Isto porque não é "compatível com a envolvente e propõem 'reinterpretação contemporânea' da arquitectura pombalina"; embora os técnicos da CML discordem o projecto deverá seguir em frente.

Quão medíocre é isto?! Não tenho palavras, não tenho adjectivos, para além de abjecto, abominável talvez. O que pretendem destruir é arquitectura e azulejaria, e não é possível recuperar de um golpe destes. É uma impotência gigante que sinto ao ver estas coisas acontecerem sem ninguém fazer nada. Mãos e pés atados a assistir a mais uma facada em Lisboa, que saí mais uma vez às postas, para turista claro.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D