Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Morar em Lisboa

por Catarina, em 03.05.17

Já me me insurgi repetidamente contra o mercado de arrendamento, contra o excesso de turismo, contra o exagero de alojamentos locais, contra os preços exorbitantes da cidade, e contra a exploração que a arruínam.

Mas a verdade, é que Lisboa sempre foi cara, não tanto como hoje mas em proporção aos tempos que se vivem.

Há cerca de cinquenta anos a minha avó desceu da Graça, onde nasceu, cresceu e teve a primeira filha, ao Bairro América em Santa Engrácia. Um casal, uma filha de dez anos e outra a caminho destinados a um T1 de renda sufocante, fora do bairro que amavam e que mais tarde acabariam por comprar.

Mais recentemente, mas ainda há uns trinta anos, os meus pais foram obrigados a atravessar toda a cidade para uma casa em Benfica, a precisar de obras que pagaram do seu bolso, e mais uma vez, com uma renda altíssima. Vivi nessa casa até aos vinte anos e sempre vi a minha mãe fazer investimento e melhoramentos numa casa que nunca seria nossa; Quando finalmente conseguimos partir para a compra de uma casa, saímos de Lisboa, para conseguir uma casa dentro das possibilidades que não estivesse a cair de podre e tivesse o espaço que precisávamos e desejávamos. Nos últimos seis anos tenho vivido nas periferias, e neste momento tenho a sorte de ao menos morar perto do trabalho e de tudo o que preciso!

O estado das coisas não é infelizmente novidade, e embora revoltante temos que admitir que também há culpa "nossa" no cartório. Vejo muita gente jovem, de todos os cantos do país, chegar a Lisboa com o sonho de ser lisboeta, de viver a cidade na sua plenitude e que acabam por se sujeitar a dividir casas com três, quatro, cinco, oito pessoas ou a pagar 650€ por um T0 nas águas furtadas ao Príncipe Real que dividem com o gato. Porque morar em Lisboa "é outra coisa", concordam,  não se queixam, aceitam, anuem, engolem o sapo. Sujeitam-se à máfia dos senhorios, às exigências, às duas e três cauções, aos comprovativos do IRS, ao fiador, à carta de apresentação, e sabe-se lá se ao registo criminal! Depois todos nos queixamos mas compactuamos com a situação e damo-nos por felizes por ao menos poder dizer que moramos ali na Avenida de Roma junto ao Frutalmeidas...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Happy a 03.05.2017 às 21:08

Bem sei o que é procurar casa em Lisboa. Felizmente o meu filho já percebeu que para pouparmos, tem de sair de Lisboa porque se orna incomportável uma renda de 750 (3 cauções). Portanto no próximo ano lectivo, arredores com ele...
Imagem de perfil

De Catarina a 04.05.2017 às 10:42

Pois! Não há muita alternativa... Pela minha experiência até agora não está a ser nada negativo. Tudo depende dos sítios, mas dou por mim num bairro à antiga, com o mesmo espírito que se vive no dos meus avós no centro de Lisboa.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D