Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O flagelo das prendas de Natal!

por Catarina, em 23.11.16

A época já abriu, os árvores de natal e as renas chegaram a tudo o que são superfícies comerciais e em nós começa a crescer a ansiedade das prendas! Eu já tenho uma listinha de ideias por pessoa, vou escrevendo e depois quando ando às compras serve-me de orientação. Outras vezes acabam por sair impulsos do momento que não estavam na lista mas isso são outros quinhentos!

Ontem a tratarmos da contabilidade da casa (sim, sou obcecada por ter tudo direitinho, arrumado, organizado, contas feitas etc... é o contabilista que há em mim!) tivemos a seguinte conversa:

Ele - Já só tenho isso???? (depois de eu lhe ter dito o saldo da conta)

Eu - Sim, mas já estamos quase no mês seguinte (dia de S. Receber)

Ele - A mim ainda me falta mais tempo! Este ano não há prendas de Natal para ninguém...

Eu - Ai são as prendas que te estragam o orçamento?

Ele - Não há não...

Eu - Pois tem que haver, pelo menos para mim. 

Ele - Não não.. (a ganhar um ar de gozo meio lunático)

Eu - Tem que haver. Estou a falar a sério! (a planear atirar-lhe uma vela à cabeça)

 

A conversa parou por aqui... mas vamos lá ver. Pontos essenciais desta coisa das prendas... Não é necessário gastar rios de dinheiro para encontrar uma coisa que a outra pessoa vá gostar. Basta saber onde procurar e tomar três doses de paciência, mas é possível! Acredito que para nós mulheres seja mais fácil... eu sempre adorei fazer compras e gosto de comprar prendas! Genuinamente! Adoro pensar na pessoa, no que precisa, no que gosta e escolher algo que acho perfeito.

Ora para a maioria dos homens, incluindo o que tenho lá em casa todo este processo só pode ser equiparado a uma tortura medieval. E a sua maior provação é mesmo comprar a minha prenda! E eu juro que me esforço para ajudar, dar-lhe dicas aqui e ali, comentar coisas que gosto nas lojas, mas normalmente sai um bocado ao lado. Ou não está com atenção ou não liga nenhuma, não sei! Já o avisei muitas vezes sobre o que acho que devem ser prendas, e para esquecer a lógica da utilidade que as mulheres não querem saber disso na hora de abrir embalagens! Quero lá saber se não tenho tábua de engomar, faca eléctrica ou máquina de café, quando me forem dar prendas só quero saber de roupas, acessórios, malas, perfumes, cosmética, coisas dessas que me aquecem o coração! Ou pode ser música ou livros, mas aqui é preciso saber mesmo escolher! Já uma vez levei um romance que tinha sido premiado, isso não me diz nada se o que eu gosto mesmo na maioria das vezes são livros mais técnicos da minha área de interesses...mas esses o homem não sabe quais são! (Será hora de lhe apresentar o meu cesto da amazon?)

Uma vez o rapaz se associou à minha mãe para me surpreender...e perguntam vocês, resultou? Não... ela meteu os pés pelas mãos e eu fiquei agarrada a uma mala e uma carteira que só gostava assim assim (mas calma, menti com os dentes todos e disse que era mesmo aquilo!!!). Quando há esforço assim também temos que saber reconhecer, e com o tempo até vim a gostar bastante da dita cuja.

Bom, por agora resta-me continuar a largar pistas ("ai faz-me falta um cachecol / écharpe em bege" todos os dias de manhã por exemplo) e fazer-lhe um cartãozinho de medidas para ele saber comprar roupa... e para não me acontecer ele lembrar-se de comprar lingerie com o tamanho de outra... parte de cima pequena, parte de baixo grande... é ao contrário filho!!!!

 

Imagem via pinterest

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D