Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Rescaldo do fim de semana

por Catarina, em 26.09.17

Eu sei que hoje já é terça, mas tempo não tem abundado por estas paragens, pelo menos durante a semana; Ao fim de semana tento desligar-me do computador para bem deste par de olhos e desta coluna, de forma que actualizo muito pouco (ou nada) nessa altura!

 

Apesar dos mil e um planos este fim de semana consegui fazer algumas coisas do que tinha em mente...há semanas! Fomos a Carnide à Feira da Luz, como fazíamos desde que eu era pequena; era o nosso ritual de Setembro, sem falha... Espero um ano inteiro para poder ir lá babar em cima das loiças; Não sei que pancada tenho eu com aquelas loiças de cerâmica toscas, cheias de imperfeições, mas adoro; Adoro tudo! Tive de me controlar, não tenho espaço para quase nada em casa (!), e trouxe só um jarro de água, uma saladeira e duas tigelas...mas babei por cima de vinte canecas, cinquenta pratos e dez travessas. Também passei nos tapetes! Aqueles tradicionais feitos de desperdícios de tecido; Gosto de os ter na cozinha, e trouxe um bem colorido em tons de vermelho e azul claro. Não fui às vergas....nem sei se as vi; E também não fui às plantas...mas fartei-me de acartar loiça pela rua acima porque a minha mãe parecia uma criança a escolher barbies...mentira, eram só pratos!

 

Domingo fomos à Costa; Desde Agosto que ninguém punha um pé na praia...e morríamos por dentro a cada dia de Sol! O little problem é que tinha a cadela comigo, e o M. não estava cá; Fomos na mesma! A Triny não gosta de andar de carro, mas acho que já começou a habituar-se mais; Não ganiu, nem quis ver as vistas por trás da minha janela, limitou-se a deitar e embalar até à praia. Não sabia muito bem se ela podia ir à praia, se a época balnear já tinha acabado, achava que não, mas pensei que se fosse para longe das zonas concesionadas não fazia mal; Na dúvida levei-lhe água, uma tijela, e um saco com um bocadinho de ração e uns biscoitos, para além da trela com os devidos sacos do lixo. Como sou um bocado paranóica e stressada levei também os "documentos" e o boletim das vacinas com medo que alguém me chatiasse.

Quando chegámos deixei a minha mãe a beber café e fui andando com ela, a ver se passava despercebida; Assim que ela topou o caixote do lixo toca logo de fazer xixi, ao mesmo tempo que chegava ao areal e bati logo com dois nadadores salvadores sentados no caminho por onde eu tinha de passar... Pensei logo "só me faltava ela começar já aqui a deixar xixis pelo caminho..." mas afinal foi só mesmo junto àquele caixote. Ainda pensei dar uma volta macabra para me esconder, mas decidi arriscar e passei com ela e a tralha toda à frente deles... nem um pio. Fui para uma zona mais afastada sem ninguém num raio de 10 metros! Instalei-a numa toalha, mas ela preferiu quase sempre vir para cima das nossas! Deixei-a presa mas com a trela toda esticada para poder circular... tive medo que lhe desse algum repente e se me escapulisse por algum motivo....

Correu lindamente; Depressa descobri que havia mais cães na praia do que eu pensava, e andavam quase todos soltos, e ninguém disse nada a ninguém - paranóica como sempre pensei! Para uma cadela que tem medo de água consegui que molhasse as patas nas pocinhas, o que foi um feito digno de registo! Depois escavou buracos, foi almoçar à esplanada (onde perguntei se a podia levar), dormiu ao sol nas nossas toalhas, dormiu à sombra, comeu e bebeu, correu, brincou...enfim. Veio no carro quase a dormir e em casa dormiu o resto do dia praticamente....descobri como cansar a cadela não haja dúvidas!

Apesar de velhinha, tem um arzinho de miúda que me derrete...

20170924_120131.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D