Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estado de sítio

por Catarina, em 08.11.16

Dizem que os transportes em Lisboa estão um caos. Já não ando de metro há algum tempo, mas a última aventura já foi na época em que a compra de bilhetes estava impossibilitada nas máquinas, e os próprios bilhetes para venda eram escassos. Ainda me lembro de uma viagem de metro ser bastante rápida e até confortável, com alguns empurrões apenas ali no marquês! Há mais de um ano que deixei o metro de vez, e esses últimos quatro meses só não foram o desespero total porque felizmente apanhava o dito cujo na primeira estação. Mas já dava para ver que não era como noutros tempos. Menos carruagens, mais pessoas, avarias, falhas de energia, atrasos e mais atrasos. Como mudei de emprego e não tenho transporte directo nem fácil voltei a usar o carro diariamente. O caos é o mesmo... trânsito, acidentes, obras, mais obras, obras outra vez, agora aqui também há obras, obras na cidade toda, tudo ao mesmo tempo.

Afinal, como é que é suposto deslocarmo-nos agora?! Os transportes são maus, o trânsito é mau. Vamos todos a pé? E depois temos o quê tendinites, pés torcidos e bengalas?

 

Se calhar como o mundo vai acabar não vale a pena pensar nisso né?! (Trumpjoke!!!) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

PÁRA TUDO

por Catarina, em 08.11.16

Então a Joana Vasconcelos espetou com um galo de Barcelos em Lisboa?!

Depois de ter três AVC seguidos consegui ler o resto da notícia e perceber que o estafermo só fica na Ribeira das Naus até ao fim do mês, e irá então para a China!!! Boa! Levem lá isso que o bicho parece ter saído mesmo do chinês e ter sido insuflado em seguida. Caramba, eu até gosto de algum do trabalho da Joana, mas um galo? De Barcelos? Estas coisas que se espetam em Lisboa não deviam ser objecto de, sei lá, um referendo? Para podermos votar se aprovamos mais um mamarracho na cidade ou não? O Costa não diz que Lisboa é dos Lisboetas? 'Olhe que não parece tá?' Ainda andamos a digerir o Museu dos Coches, não há alka seltzer suficiente para aguentar isto tudo.

Já agora, aquilo é feito com LED, quer dizer que nas próximas noites vamos ter uma capoeira iluminada em Lisboa?! Será muito pedir que caía uma carga de água e deixe o galo em curto circuito? 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que me assustam de morte...

por Catarina, em 08.11.16

... pensar que em poucas horas o Donald Trump pode vir a ser presidente dos states. Mas a sério que num país com tanta gente não arranjaram nada melhor? Fazem com que a Hillary pareça fantástica só pela comparação ao esTrumpício. Está meio mundo, ou o mundo inteiro a rezar para que a Hillary ganhe, não porque lhe reconheçam mais ou menos competências, está até ao pescoço em polémica, mas é a alternativa segura para evitar que Hitler ressuscite, logo na América! 

Enfim...a poucas horas de saber se acaba o mundo....(aproveita-se para rir da criatividade alheia!!)

 

 Imagem: https://beastrabban.files.wordpress.com/2015/12/trump-hitler.jpg

 

Imagem: https://humorinamerica.files.wordpress.com/2016/01/ktrump14.jpg?w=700&h=&crop=1 

 

PS: O Obama não pode lá ficar tipo...para sempre?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fim de semana no campo

por Catarina, em 07.11.16

Gosto de um fim de semana intenso de cidade cheio de actividades, e gosto tanto ou mais de um fim de semana de campo, de descanso, de ar puro, das cores de outono nas vinhas! Gosto de parar na berma da estrada e comprar abóboras que parecem miniaturas, e gosto de ir à praça escolher frutas e legumes, onde tudo cheira a sério, onde a fruta não é "encerada". Gosto de ver o sol reflectir na água e nas estradas molhadas e parecer que o rio é ainda maior. Gosto do por do sol debaixo da neblina, quando o mar fica em prata.

Gosto de vestir mais um casaco, de ir àquele bar acolhedor onde nos dão pipocas salgadas e bebidas doces, e gosto de ir à feira...gosto tanto de uma boa feira!!

Este foi na costa oeste, o próximo é em Leiria. Deste não tenho fotos, apenas imagens na minha cabeça. Ando preguiçosa com a máquina e depois arrependo-me...até à medula!

 

Cores de Outono (tirada em Évora o ano passado) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Parking dramas

por Catarina, em 07.11.16

Já se sabe que há coisas que todas juntas dão para o torto. Ficar a ver filmes até à uma da manhã e querer chegar cedo no dia segunte....não dá certo? Há aqui uma certa...incompatibilidade. Resulta que acabamos por stressar à grande e digo-vos o stress mata. Por isso quando o despertador tocou estive quinze minutos a fingir que tal não tinha acontecido, antes de me arrastar à força para fora da cama. Pelo menos está um dia bonito. Depois é todo um cenário de guerra para atravessar o trânsito até ao trabalho, e culmina no ponto alto do estacionamento. A sério...odeio pessoas que:

a) deixam o carro no meio da estrada com os pneus virados para fora e acham que está estacionado

b) têm um lugar do tamanho de uma banheira e estacionam lá um smart de maneira a que não caiba nada com rodas nas imediações

c) têm uma banheira com rodas e acham que é ok espreme-la para buracos onde só um smart cabe

e) deixam o carro a travar outros carros, mesmo deixando lá o papelinho com o número de telefone, quem raio vos disse que nos apetece telefonar para que nos venham desbloquear o carro han? e eu sou moça para andar sempre com pressa por isso não se metam comigo..

f) deixam o carro em curvas e esquinas ou espaços de manobra ínfimos e esperam que os outros consigam "passar bem"

 

the list goes on and on.... aceitam-se adendas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Daqui lontra preguiçosa,

Procuram-se formas de convencer o cérebro a levantar a bunda, e o resto do corpo, para fazer algum exercício. Por algum entenda-se retomar uma série de exercícios de 20 a 30 minutos que fazia algumas vezes por semana...mais para compensar o cérebro, e porque sou daquelas pessoas que passa o dia sentada no escritório, e as pesquisas vaticinam uma vida miserável cheia de doenças e probabilidades de morte prematura a estas pessoas, eu incluída. A acrescentar a isto os problemas de coluna e postura que já cá andam há uns anos... Credo. Estou a escrever a ver se ganho vergonha de me estar a deixar abandalhar! Mas a verdade é que tenho realmente pouco tempo, o que faz com que ter iniciativa de fazer o que quer que seja quando chego a casa, quando a alternativa é atirar-me ao sofá e ficar a vegetar, ver séries de castigo e estar a um metro da cozinha onde tenho coisas muito saudáveis para comer, e outras nem tanto (a bem dizer estas é que são as perigosas). Como convencer o rapaz que eu como pacotes de batatas fritas se ele os comprar, mas não os compro eu porque sei que os como?! Ahh dúvidas existenciais. Amanhã é dia de me estafar na hidroginástica a ver se me sinto melhor! E sábado é dia de osteopata, tenho as ossadas tão baralhadas que estalam por tudo quanto é sítio.

Ahhhh nunca mais é fim de semana, nem parece que terça foi feriado, foi há uma eternidade!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Isto assim não pode continuar

por Catarina, em 03.11.16

Zara: Pára de fazer coisas giras tá? Ou então manda uma de cada destas para o meu armário..asap tá?! I'm in love with them all!!!!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O maravilhoso mundo das conferências

por Catarina, em 02.11.16

Já aqui disse que sou um bicho curioso, tipo cão a fuçar coisas, gosto de pesquisar, descobrir, aprender, em resumo evoluir. Passo muito tempo a pesquisar artigos (e a ler alguns desses e a tomar notas), cursos, webinars, conferências, palestras, e por aí adiante.

 

Não raras vezes descubro coisas interessantes e gratuitas ou acessíveis, e também, menos raro ainda, coisas absolutamente caras. E não falo de caro 100€, de caro 200€, falo de caro 500€ para cima. Acho mesmo muito caro. O que acaba por acontecer é que conferências e coisas dessas assisto apenas às gratuitas ou realmente baratas, tipo 20€ máximo. Dado o baixo investimento acho que se o conteúdo for fraco não perdi assim tanto, para além de tempo.
 
Mas é um pouco frustrante, procuro os bilhetes de reserva antecipada, procuro os descontos, os bilhetes sem workshops, mas normalmente ainda fica tudo muito acima das possibilidades.
 
 
Há um ano atrás, após a tese, em conjunto com o meu orientador, investimos tempo na criação de um artigo e enviámos para alguns sítios, nomeadamente para a conferência do DMI: ADMI 2016 (Academic Design Management Institute). Contra todas as expectativas, mesmo todas, contra tudo, fomos convidados para apresentar o nosso paper em Boston. Depois do pânico inicial que me assaltou peguei no papel e na caneta para fazer contas…. Como o convite foi feito a pouco mais de um mês, as passagens, de 400 e poucos euros com antecedência, estavam a 800€. O alojamento, mesmo que low cost e com desconto para conferencistas rondava os 100€ por noite, mas teria de ficar duas noites devido às horas do voo VS horas da conferência (esta parte até gostei, afinal eram os States e eu tinha umas horas para passear!!), e depois BAAAMM mais 400 e tal dólares para entrar na conferência! Oi??? Quanto? Mas então eu vou falar também tenho de pagar????? Ops, yes! Isto faz algum sentido? Não seria o mais lógico, no mínimo dos mínimos não nos cobrarem a entrada? A diferença entre o bilhete do conferencista e o do público em geral são cerca de 100 dólares, e sei que como conferencista ia assistir ao resto das palestras… mas caramba! Afinal de contas elucidem-me, se os conferencistas desistirem de pagar, quem faz a conferência? Ninguém? Pois, bem me parecia. Mas parece que vale a pena investir quando se trata de ir falar a uma conferência internacional e depois ter o trabalho publicado num calhau que ninguém nos próximos dez anos vai ler. 
 
 
No final, contas feitas e a brincadeira ficava muito acima das possibilidades e dado que não queria investir na carreira académica, nem seguir doutoramento, acabámos por recusar. Tive pena, pois tive, e não volto a mandar artigos enquanto me lembrar disto. Sinto apenas uma ligeira injustiça por estes eventos ficarem vedados a estudantes e investigadores com menos recursos, já que são os mais interessados, e não tanto para expor o seu trabalho mas como para aprender com o dos outros!

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Catarina, em 02.11.16

Vem uma pessoa trabalhar, na ressaca de um feriado, completamente trolha que até deixou o computador em casa e só percebeu isso ao entrar no escritório, liga a net, entra no facebook e baaaam: uns vão ser pais outros vão casar..!!! Seriously people.... Deixe-me acordar antes de me dizerem mais alguma coisa!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 4/4



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D





subscrever feeds