Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais um ponto nas reticências

por Catarina, em 19.02.18

Já aqui disse várias vezes que estudar para mim não é algo que acabe com um grau, um diploma ou um canudo. É um processo, que dura tanto quanto a nossa vontade de aprender coisas novas.

Por isso sempre soube, de todas as vezes que acabei um ciclo de estudos que voltaria para fazer algo mais; Todo o meu percurso de aprendizagem nunca termina num ponto final, mas sim em reticências, tantas quantas desejar, tantas quantas as coisas que ainda quero aprender.

 

Na semana passada (por entre gritos, apitos e amigdalites) lá terminei mais uma voltinha na montanha russa e acabei o curso de especialização em comunicação visual de informação que fiz na Fbaul e no Iscte. Foi mais um tempo alucinante, em que não só aprendia algo novo em todas as aulas, como em quase todas um interesse novo por algo que era mencionado, algum projecto ou alguém despoletava em mim uma curiosidade infinita; Mais do que a "matéria" propriamente dita, retirei muito conteúdo extra deste percurso, espremi todo o sumo possível, e bebi toda a informação que me dera. Foi mesmo, mesmo, bom.

Claro que tudo isto saiu do "pêlo" como se costuma dizer. Ritmo alucinante (não é por acaso que estou doente há semanas), alimentação aos solavancos, projectos e ideias e aquele sentimento de ter 1500 coisas para fazer e sentir que o tempo não dá sequer para quinhentas, é como se me estivessem a consumir o ar.

 

Design de Informação foi a cadeira mais próxima de mim, e na qual me senti mais à vontade; Depois em Visualização de Dados a "porca torceu o rabo" e eu fiquei em pânico nas aulas mais teóricas de estatística. Quando estava a pontos de odiar a professora a matéria aligeirou um pouco, e acabei por me sair melhor com esta nota do que com design de informação! Para terminar Storytelling intimidava-me um pouco pois não sabia bem o que esperar. Adorei, adorei muito mais do que pensei que ia adorar! Acho que o capuchinho vermelho contribuiu para este sentimento, e no final o saldo é muito mais do que positivo. 

 

Agora é tempo de arrumar a tralha, organizar as pastas e ir consolidando a informação que ficou. Prometi a mim mesmo que até ao final do ano não vou embarcar em nenhuma outra aventura, mas sim dar continuidade aos projectos que deixei a meio: os muitos livros por ler, o crochet (ao qual já voltei em força!) e o Inglês. Não, a língua inglesa para mim nunca foi um problema; Tenho um nível bastante bom, mas não o tenho certificado e é esse o projecto que quero terminar este ano (e que tenho empurrado há muito tempo). 

Agora que o curso terminou, e que vou no terceiro antibiótico do ano (ai 2018 que ruim que me saíste), tenho esperança que o arranque seja agora, definitivamente positivo! 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D