Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O que eu não quero ser quando for grande

por Catarina, em 31.01.19

Eu não sou muito de ver notícias, como já aqui disse várias vezes. Por norma acabo chateada, ou frustrada, ou triste, ou com raiva a ferver-me no sangue. Mas quando a informação me vem parar debaixo do nariz também não consigo sacudir os ombros e olhar para o lado.

 

E tive a infeliz ideia de ver esta pequena peça da Sic, e só posso pensar que o primeiro ministro sofreu de bullying na escola. Não consigo entender como é que esta atitude ainda resiste, este finca pé mesquinho. Continua o desprezo pela classe de tal forma que nem sequer abrem novas negociações. É uma atitude intransigente cujo único objectivo me parece ser estender o tema até ao final do ano e então lá para perto das eleições acenar com uma contra proposta mais generosa em busca de votos. Mas não nos vamos enganar...é só mais um troca-tintas, que acena com ouro e paga em palha. Acho impossível o nível, ou a falta dele, a que chegámos, positivamente ser professor hoje em dia deve ser a pior profissão para se ter neste país. É aguentar e resistir a tanta prepotência junta, a esperança é a última a morrer e eu ainda prefiro acreditar que a luta poderá ter um final menos triste.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D





subscrever feeds