Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Cut the crap #4

por Catarina, em 05.07.17

Bom, já escrevi muito sobre as minhas aventuras com o coco, mas hoje vou abordar isto por outro prisma! Há uns bons anos que não entra óleo na casa da minha mãe, a não ser para fazer fofos de abóbora no Natal, porque nunca se fazem fritos por todos os motivos. Mas há alimentos que cozinhar com o azeite não ficam grande coisa; Por exemplo preciso de um pouco de gordura para as panquecas, ou em alguns bolos e biscoitos.

Há quem o use também como cosmética (desmaquilhante) ou como óleo para o cabelo e corpo mas ainda não fui tão longe. Também li que ajuda a queimar gorduras, especialmente as abdominais e que fortalece o sistema imunológico bem como actua positivamente na função cerebral. Fiquei fã do óleo muito antes de me dedicar a conhecer o fruto, e recentemente fiz uma descoberta que deixou isto no "ouro sobre azul";

 

Enquanto pesquisava sobre a questão da anemia descobri que está no top das frutas mais ricas em ferro!

1 - Uvas passa (está no topo da lista - 36g tem 1,75mg de ferro- mas odeio-a tanto como à beterraba)

2 - Abacate (1mg por 100gr - este pelo menos é do que mais gosto!)

3 - Coco (0,79mg por 33g)

4 - Damasco seco (0,66mg por 14g)

5 - Morango (0,6mg por 152gr - tenho usado e abusado)

6 - Cereja (0,57mg por 145g - comidos muito facilmente...é aproveitar a época!)

7 - Uva vermelha (0,42mg por 36g)

8 - Amora preta (0,41mg por 72g)

 

As frutas ricas em ferro têm a vantagem de serem ricas em vitamina C que descobri ser indispensável à absorção de ferro de origem vegetal pelo organismo...basicamente é um dois em um!

No campo dos frutos secos ganham as nozes, os amendoins e a castanha.

 

Para além destes, falta aqui a minha aliada banana! A banana tem sido a minha melhor amiga porque me alimenta, é uma boa fonte de energia e entra em muita coisa; Faço batidos, bolos, broas, panquecas, enfim... É rica em vitaminas A, B e C, tem açúcares naturais, fibras, cálcio e magnésio (importantes para os ossos) e potássio (para controlar a pressão sanguínea). Ajuda a equilibrar os açúcares no organismo, é proteica e sacia repondo os nutrientes que possam estar em falta, por exemplo depois de um treino.

Nas últimas semanas lá por casa desaparecem dois cachos em menos de cinco dias, consumidas por mim e pelo M. que diga-se de passagem nunca lhe há-de faltar o magnésio com a quantidade que ele come deste fruto! Quando tenho tempo e faço batidos de véspera para o pequeno almoço uso sempre banana, mas no dele, para a mesma quantidade de leite (no final enche um copo daqueles largos e altos) uso duas bananas em vez de uma, e ainda acrescento uma colher de sopa de aveia em pó; Tendo em conta que o trabalho dele é muito mais físico que o meu acho que ele precisa de um boost!

Autoria e outros dados (tags, etc)

The return of coconut adventures

por Catarina, em 15.06.17

Já era. Já foi. Já o comi todo! Era bom, mas tão bom! Foi como descobrir a pólvora, mas em bom!

Segui as instruções da Joana (aqui), mas como não tinha um prego tão grande à mão optei por um parafuso bem robusto e uma chave de parafusos.

Martelei o parafuso pelos olhos do coco adentro, e depois com a chave ia rodando até sair. Repeti o processo, duas vezes em cada olho e virei o coco numa tigela. Abanei-o bem para sair tudo. Verti para um copo com um coador...só deu meio copo de água, mas bebi e soube lindamente!

Depois começou a árdua tarefa; Se no supermercado assim que escorregou se partiu logo, em casa fez-se de difícil o sacana! Deixei-o cair no chão da cozinha várias vezes....ele saltava como se fosse uma bola e tive medo de levar com ele num pé! Tive medo de escavacar a pedra do chão por isso deixei o tapete; E ele nada... Ainda considerei por meio segundo atirá-lo pela janela do primeiro andar....era arriscado. Optei por colocar o coco num saco de plástico para não disparar em várias direcções....e foi martelada...pura e dura. Primeiro consegui partir em dois, e depois insisti com a metade maior até a partir em 3 partes. (Os vizinhos devem ter pensado que eu tinha a casa em obras!)

Tirar de lá a polpa também não é pêra doce. Usei uma faca alternada com uma colher...mas fazia tanta força que a ia entortando toda. 

Por fim o coco cedeu, eu comi, e lambuzei-me. Ainda dei a provar à mãe e à avó, que não são meninas que se metam com um coco desta maneira, mas que apreciam um trabalho bem feito...ou seja, comem-no já arranjado.

Tenho lá outro para continuar os treinos!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D





subscrever feeds