Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mind full

por Catarina, em 08.03.18

Há alguns meses atrás arrisquei no yoga.

 

Queria uma actividade para complementar a hidroginástica e que ajudasse a combater os estragos que o meu corpo sofre por passar 8h por dia sentada ao computador.

 

Rapidamente percebi que tinha descoberto a pólvora! As aulas de yoga passaram a ser um ponto alto na minha semana; Uma hora e picos de relaxamento, de descontracção, de limpeza mental! São momentos em que deixo os problemas do lado de fora da porta e embarco na viagem sem reservas.

 

Com o passar do tempo o entusiasmo não arrefeceu e percebi que algumas coisas mudam em mim.

 

Habituei-me a sair das aulas super calma, leve e relaxada, e essa sensação perdura por algum tempo comigo, como se trouxesse algo de lá invisível, tipo capa protectora anti-stress! Sinto a cabeça limpa, a mente aberta

 

Aprendi que o corpo recupera movimentos que já conhecia do passado, mesmo depois de algum tempo sem os fazer; Como já tinha feito pilates e barra de chão, alguns exercícios estavam na memória, e a flexibilidade recupera-se facilmente.

 

Mesmo tendo estado algum tempo sem tratar decentemente do tema alimentação, não houve estragos de maior, e não aumentei de peso, mesmo depois de 2 meses sem conseguir ir à hidroginástica. Agora voltei a dedicar mais tempo ao tema, voltei a cozinhar e a ter entusiasmo por receitas novas. No fundo é uma necessidade geral, e é quase estranho uma pessoa cuidar de um lado e descuidar do outro, logo no mais importante!

 

Aprendi também que posso aplicar os exercícios de respiração que fazemos no dia a dia, como forma de aliviar stress, dores localizadas, ou simplesmente para tirar "pesos" de cima.

 

Já consigo novamente corrigir a postura no dia-a-dia, ainda que nem sempre perceba que estou toda encarquilhada na cadeira, e sinto-me mais desperta para tudo o que esteja ligado ao bem estar, físico e mental.

 

Basicamente sinto que o yoga muda a forma de viver, muda a forma como se vêm muitas coisas, e torna-se uma obsessão conseguir atingir aquele estado de relaxamento, que me leva a fazer alguns treinos sozinha, a ler livros sobre o assunto e procurar sites e vlogs.

 

0ae1721c05ee5c82fa6cdd5670e12299.jpg

 Imagem via Pinterest

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Acertar no poste

por Catarina, em 03.02.18

Quando se acerta no poste é sinal que se esteve perto, mas se ficou ao lado, aquém; Ou, de forma mais pragmática, se de facto não se acertou é porque se falhou. E eu já comecei a falhar.

 

Este ano começou mal, e portanto coisas como objectivos foram escritos muito mais tarde e ficaram nas últimas folhas da agenda.... Escrevi 10 se não me engano, mas não me lembro de todos. Lembro-me que os escrevi por ordem de importância e que num dos lugares de topo estava um "deixar de roer unhas, peles e afins". Sim, eu, roedora, novamente me confesso.

 

Desta vez a meta era fazer progressos até Fevereiro, e durante o segundo mês do ano começar o caminho de regresso do fim da linha.

Pois, mas tal como há um ano life happened e estou, novamente, na pior das fases. Se a do ano passado era má, esta ou foi pior ou igualmente merdosa. Consegui ainda assim aguentar uma semana com as unhas arranjadas e sem ataques furtivos...já as peles... bem, não falemos de coisas tristes. 

 

Não dou este caso por encerrado, e desistir não faz parte de mim, portanto resta-me refazer o plano para este mês e o próximo, aproveitar que a vida parece estar a endireitar-se e dar um boost a tudo, unhas incluídas... é que me fazem uma falta para descascar tangerinas que nem vos conto!

 

Para além deste acerto no poste o plano de leituras também está fraco e estou a contar que findo o curso (já na próxima terça, iupiiii!) o tempo que me vai sobrar seja melhor empregue.

Claro que tenho sempre medo desta minha cabeça de ideias loucas e projectos megalómanos e tenho sempre medo de continuar a mergulhar em coisas até ficar debaixo de água. Portanto o maior esforço é mesmo tomar conta deste cérebro hiperactivo e não me deixar atropelar a mim própria... para parar de acertar ao poste.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D